A Mutatis oferece prioritariamente o seu CURSO LIVRE REGULAR DE TEATRO, com duração anual, de 80 horas, uma vez por semana, de fevereiro a dezembro, além dos cursos de curta duração como intensivos, oficinas, workshops e cursos de férias, que podem ser consultados na nossa AGENDA.

A cada ano, o conteúdo programático do curso é alterado, com base na mesma metodologia, para que os alunos interessados, possam dar continuidade ao seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Por ser um curso livre, sem caráter profissionalizante, o aluno tem a liberdade de iniciar a qualquer tempo, entre os meses de fevereiro e agosto; e de “pausar” a sua participação também a qualquer tempo, retomando as aulas em um momento mais propício, caso assuma outros compromissos profissionais e pessoais em algum período do ano.

Porém, o certificado de conclusão de cada período (ano), só é expedido àqueles que completam o ano com no mínimo 75% de participação das aulas e apresentação na Mostra de final de ano.

Aula adulta 7

A equipe multidisciplinar Mutatis aprofunda seu trabalho através da prática diária em aulas de teatro compostas por jogos de improviso, criação de cenas, leitura de textos, interpretação, performances, composição de personagens, expressão corporal e vocal, exercício de atenção e escuta.

Voltado para todas as idades, com exercícios e temas adaptados a cada faixa etária, respeitando o estágio de cada um, o nosso curso livre colabora com a construção do senso crítico, promove o autoconhecimento, a autonomia e a autoconfiança, estimula o potencial artístico, a criatividade e a concentração.

A partir da prática de diversas técnicas e gêneros teatrais, acompanhada do contato com outras linguagens e experiências artísticas que ajudam o aluno a enriquecer seu repertório; como a música e a dança, visita a exposições e espetáculos teatrais, o curso é direcionado a quem busca a ampliação de suas habilidades e sensibilidades, o desenvolvimento pessoal e profissional, seja qual for a sua formação ou área de atuação, melhorando sua comunicação e as relações interpessoais.

Em especial nas turmas adultas, que tem em sua formação alunos de diferentes idades, a partir dos 18 anos, esta diversidade bem como nas áreas de atuação profissional, de conhecimento e experiências profissionais e pessoais, enriquece ainda mais o processo.

 

 

Para as crianças e jovens, divididos em turmas de 5 a 7 anos, de 7 a 11 anos e de 11 a 17 anos, as nossas aulas visam despertar desde cedo o processo criativo em um ambiente seguro em que eles possam se expressar livremente, incentivando o pensamento crítico, a criatividade, a autonomia e o trabalho coletivo, através de atividades teatrais como jogos, improvisações, criação de cenas, exercícios de expressão corporal e vocal, integradas à outras linguagens como dança, música, cinema e literatura.

Para os mais jovens, as aulas passam principalmente pelos jogos, os desafios e a brincadeira por sua fundamental relação com o imaginário. Já com os mais velhos, as atividades tornam-se mais elaboradas e exploram o desenvolvimento de ideias e sua expressão cênica, de forma crítica e criativa.

“Já faz centenas de anos que os pedagogos não deixam de repetir que, da mesma forma que não se pode forçar uma árvore a florescer fora de época, quando não existem as condições adequadas, também não se pode obter nada das crianças através da obrigação.”

— Gianni Rodari —

O trabalho realizado demonstra que todos são capazes de aprender sobre aquilo que antes era desconhecido. A apreensão da arte não é nunca imediata, ela supõe informação, familiarização e frequentação.

Como orientação do nosso curso, a toda a equipe que conduz ou venha a conduzir as aulas da Mutatis, usamos como base o conceito do livro “O Mestre Ignorante”, de Jaques Rancière, que sugere a igualdade como princípio, a emancipação como método. Para ajudar seu aluno a atravessar a distância entre o que ele já conhece e o que ele ainda não conhece, mas pode aprender, ele precisa dissociar seu conhecimento do seu domínio. Aqui, o professor não ensina o seu conhecimento aos alunos. Ele inspira estes alunos a se aventurarem pela floresta (vivência), a dizerem o que estão vendo, a dizerem o que pensam sobre o que já viram (reflexões) e assim por diante, num processo contínuo de investigações e descobertas através da arte.

Nossa metodologia então pressupõe a vivência e reflexão como base, a partir da multidisciplinariedade. Ao longo do nosso curso livre, são apresentadas aos alunos variadas técnicas, gêneros e nomes das artes cênicas, complementadas por outras linguagens como a música, dança e literatura.

Para os mais velhos, seja nas aulas regulares ou nos “Aulões Mutatis” oferecidos ao longo do ano, são apresentadas técnicas desde as mais conhecidas como as dos jogos teatrais da diretora Viola Spolin, considerada por muitos como a fundadora do teatro de improvisações; o sistema de atuação do diretor e pedagogo Constantin Stanislávski, a quebra da quarta parede de Bertolt Brecht, renomado dramaturgo, poeta e ator alemão do século XX, passando por Chekhov, Grotowski, do teatro psicofísico; até técnicas mais contemporâneas como a “Meisner” de Sanford Meisner, um ator e professor de atuação americano que trabalha exatamente o oposto do que é executado no Método de Stanislávski, pois abandona completamente o uso de memória afetiva, uma das características mais importantes da atuação no método do russo e trabalha com base na ação, ênfase na “realidade de fazer”; entre tantas outras, como a de Harold Guskin, do célebre livro “Como Parar de Atuar”; os trabalhos de Philippe Gaulier e Ariane Mnouchkine, alunos do famoso pedagogo Jacques Lecoq, uma inspiração da Mutatis; por ter desenvolvido um conhecido método de ensino em teatro físico, movimento e mímica, que encorajava seus atores a investigar formas de atuação que melhor lhes convinham. Seu treinamento teve como objetivo alimentar a criatividade do artista, em vez de fornecer a ele um conjunto de habilidades codificadas, o que vai totalmente de encontro a nossa orientação pedagógica. Destacando-se a ênfase nas MÁSCARAS TEATRAIS, que é também uma ferramenta proposta por Jacques Lecoq e utilizada por nossos alunos ao longo do curso livre.

Não menos importantes, são apresentadas também técnicas de palhaçaria, estudo de diferentes gêneros teatrais, como o humor, drama, teatro grego, tragédia grega, teatro de revista brasileiro, entre outros; além da influência de grandes nomes das artes cênicas nacionais, como o do ator João Caetano, primeiro artista brasileiro a entender a necessidade de uma formação para os atores, tomando a iniciativa de construir e administrar uma Escola de Arte Dramática no país, autor do livro “Lições Dramáticas”, em que apresenta seu ideal de substituição dos “vícios declamatórios do estilo lusitano por um estilo de representar mais simples e verdadeiro”; e de uma das maiores figuras do teatro contemporâneo, o brasileiro Augusto Boal, fundador do Teatro do Oprimido.

Promovemos duas Mostras ao longo do ano, uma de cenas curtas, que é opcional e representa a oportunidade dos alunos trabalharem suas melhores cenas do semestre para mostrar ao público convidado, exercitando assim sua presença no palco diante de uma plateia. 

Ao final de cada ano, promovemos a Mostra Teatral Mutatis, onde os grupos apresentam sua peça, a partir do trabalho autoral de cada uma das turmas, com o objetivo de colocarmos em prática tudo aquilo trabalhado em aula durante o período, exercitando o fazer teatral, o trabalho coletivo e o contato com o público.

Para que o aluno do curso livre receba seu certificado de conclusão, é essencial a participação na Mostra de final de ano.

Livraria Cultura – Teatro Eva Herz (Av. Paulista, 2073 – Conj. Nacional)

Livraria Cultura – Auditório Eva Herz – Bourbon Shopping

Livraria Cultura – Auditório Eva Herz – Shopping Villa Lobos

Teatro Morumbi Shopping – Shopping Morumbi

Teatro Folha – Shopping Higienópolis

Para mais informações sobre nossas turmas, entre em contato:
E-mail: atendimento@escolamutatis.com.br
Celular/WPP: (11) 96591 9915

Telefone: (11) 2362 6323

Eventualmente, a escola poderá utilizar os direitos de personalidade do aluno, incluindo sua imagem, som de sua voz, nome e expressão corporal, para fins de divulgação do conteúdo do curso ou de outros projetos existentes na escola. Caso o aluno não queira autorizar os direitos de imagem, som e voz, deverá comunicar por escrito no ato da inscrição.

  • Não cobramos matrícula
  • É oferecida a possibilidade de uma aula experimental aos interessados.
  • A inscrição somente será efetuada após o pagamento da primeira mensalidade, ou seja, o preenchimento da ficha de inscrição não garante sua vaga no curso.
  • Havendo a desistência por parte do aluno, antes do início do curso, a escola fará a devolução dos valores pagos com retenção de quinze por cento (15%) referente ao valor do pagamento.
  • No caso de desistência durante o curso, nenhum valor já pago será restituído; e como não há contrato de fidelidade, o aluno deverá avisar o seu desligamento com pelo menos um mês de antecedência ou fica obrigado a pagar uma mensalidade a mais no ato do seu desligamento.
  • O não comparecimento do aluno às aulas não dá direito a devolução ou abatimento da mensalidade.
  • Caso não seja atingido o mínimo necessário de inscrições para a formação de turma, a Escola tem o direito de cancelar a realização do curso, antes do seu início. Caso esta situação ocorra, existe a possibilidade de o aluno manter um crédito para realizar o curso em nova data. Se o aluno preferir o reembolso, haverá devolução integral do valor pago da mesma forma em que foi recebido.
  • Todos os alunos com frequência mínima de 75% (setenta e cinco) do total das aulas ministradas e mediante a participação da apresentação na Mostra de final de ano, receberão Certificado de Conclusão de Curso.
  • Valores pagos antecipadamente referente a taxa de participação na Mostra de final de ano, não serão devolvidos caso haja desistência ou desligamento do aluno a partir do mês de setembro.