Nossos cursos não são profissionalizantes e sim cursos livres, porém é dado um certificado de conclusão ao término do ano para aqueles que atingem pelo menos 75% de presença.

Um dos principais diferenciais da Escola Mutatis é que a divisão das turmas é feita por idade, com grupos formados por iniciantes e iniciados juntos. “Acreditamos neste formato de turmas porque mesmo aqueles que já tem alguma experiência podem ter grandes ganhos em novos grupos. Futuramente, nossa ideia é montar um grupo que possa partir para projetos profissionais”, destaca Julia Carrera.

PARA CRIANÇAS PEQUENAS

As aulas para crianças de 04 a 06 anos tem como foco o caráter lúdico do teatro, utilizando a dramaturgia infantil brasileira como suporte para os exercícios. Também são utilizados fantoches e figurinos como estímulos para desenvolver o potencial criativo de cada um.

PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Divididos em duas turmas, de 07 a 10 anos e de 11 a 15 anos, o conteúdo das aulas de cada turma é alinhado ao recorte humanista que o ensino fundamental e médio costuma indicar para cada faixa etária, focando as interseções entre as artes cênicas de cada época e o momento atual. Cada aluno recebe um material pedagógico que é utilizado ao longo do curso.

PARA ADULTOS a partir dos 17 anos

O Ator Criativo

Para este programa mesclamos algumas linhas de trabalho e exercícios que procuram despertar o processo criativo dos alunos (de iniciantes a atores profissionais), respeitando a subjetividade e o estágio de cada um. Esta etapa é formada por três módulos, um a cada ano, descritos abaixo. É importante ressaltar que não há testes para passar de um módulo ao outro, o único pré-requisito é cursar o ano todo com pelo menos 75% de aproveitamento.

Módulo I

No Módulo I (ou 1° ano) trabalhamos algumas técnicas que irão fundamentar o curso. Em relação ao corpo e à utilização do tempo e do espaço na cena, trabalhamos principalmente, com técnicas de improvisação e exercícios com máscaras tradicionais de teatro, especialmente as italianas. Em relação ao trabalho do ator com a dramaturgia, abordamos a técnica de Harold Guskin e aplicamos a diferentes tipos de textos. No que tange à presença do ator e sua relação com o outro, nos apoiamos em alguns exercícios de Sanford Meisner. Também são desenvolvidos trabalhos com figurinos, adereços e maquiagem seguindo as influências da companhia de teatro francesa Théâtre du Soleil. São estimuladas algumas experimentações utilizando elementos da performance, além de incentivar a autoralidade do aluno através das escolhas artísticas de cada um. Em todo o curso fazemos exercícios com câmera, no sentido de testar diferentes suportes para as cenas. Ao final do ano, a turma monta um espetáculo reunindo tudo que foi absorvido durante o curso, aberto ao grande público.

Módulo II

No Módulo II (ou 2° ano), depois que a turma criou uma gramática comum de criação estética, trabalhamos sobre um texto clássico do teatro, aplicando as técnicas trabalhadas sobre esse texto, inspirando-se no método de abordagem de texto do Théâtre du Soleil. No meio do ano os alunos apresentam seus trabalhos em uma Aula Aberta ao público. Em seguida preparamos a montagem de um texto contemporâneo que dialogue com a peça estudada, com apresentação aberta ao público. Também aqui a câmera está presente, como registro e ferramenta de criação.

Módulo III

No Módulo III (ou 3° ano), depois que o grupo já acumulou os principais fundamentos e já experimentou a montagem de um texto clássico, a turma irá vivenciar um novo desafio: uma prática de montagem de um texto com temporada comercial no próprio teatro do curso. Iremos ler algumas peças para escolher a que melhor se encaixa com o grupo (com número reduzido de participantes), e, seguindo o método de ensaio do Théâtre du Soleil, produzimos o espetáculo e entramos em cartaz para vivenciar a prática de estar em temporada comercial. Neste ano as aulas se dividem em período de montagem com ensaios (1° semestre) e temporada de apresentações acompanhadas de reuniões de avaliação (2° semestre). Espetáculos diferentes serão montados a cada ano, de forma que o Módulo III sempre se renovará como um grupo de estudos práticos permanente.

O curso oferece uma gama de desafios e estímulos tanto para iniciantes quanto para atores já experientes, que poderão experimentar diversas técnicas de atuação. Da mesma forma para executivos e todos aqueles que procuram as técnicas da cena para o desenvolvimento pessoal e profissional. Os textos e materiais de estudo são escolhidos de acordo com os grupos.

Mesclamos algumas linhas de trabalho e exercícios que procuram despertar o processo criativo dos alunos, respeitando a subjetividade e o estágio de cada um. Durante o processo, é feita uma revisão das principais técnicas de atuação para compreender como chegamos às técnicas contemporâneas de atuação.

Em relação ao corpo e à utilização do tempo e do espaço na cena, trabalhamos principalmente, com técnicas de improvisação, livre e dirigida, e exercícios com máscaras tradicionais de teatro.

Em relação ao trabalho do ator com a dramaturgia, abordamos um pouco das técnicas de Harold Guskin e Samford Meisner, e aplicamos a diferentes tipos de textos.

Também são desenvolvidos trabalhos com figurinos, adereços e maquiagem seguindo as influências da companhia de teatro francesa Théâtre du Soleil.

São estimuladas algumas experimentações utilizando elementos da performance e do audiovisual, além de incentivar a autoralidade do aluno através das escolhas artísticas de cada um.

AULAS ESPECIAIS

Ao longo do curso trazemos alguns convidados para falar sobre a sua experiência, além da exibição de filmes e vídeos como ilustração das pesquisas dos alunos.

 

ENCERRAMENTO

Ao final de cada ano promovemos a Mostra da Escola, onde cada grupo apresenta um trabalho próprio, que pode ser uma peça, um vídeo, uma performance, ou o que mais surgir. Os trabalhos serão apresentados ao público e registrados em vídeo para serem veiculados futuramente no nosso canal audiovisual na internet.

 

SOBRE O MERCADO DE TRABALHO PARA
AQUELES QUE QUEREM SEGUIR CARREIRA

Em relação à colocação no mercado de trabalho como artista, seja em que área for, acreditamos que isto é uma consequência natural do processo de formação para aqueles que se destacam, mas isto não é a meta da nossa escola. Aqui o foco está no processo e não no resultado. Durante o curso propomos atividades que vão ao encontro das necessidades do mercado e que permitirão que o aluno tenha confiança, maleabilidade para ir além e fazer suas próprias escolhas artísticas.